Revista Vexatória
Conectas



Imagine que seu filho cometeu um crime e está preso. Já é uma dor excruciante por si só. Mas fica pior. Para visitá-lo na cadeia, você precisa passar por um processo desumano, agressivo e traumático disfarçado de "procedimento de segurança". 


Milhares de mulheres, idosos e crianças inocentes têm de encarar essa injustiça todos os dias. Essa foi uma campanha feita para denunciar a persistência da revista vexatória em inúmeros presídios do Brasil - uma prática tão criminosa quanto a dos próprios encarceirados.